30 frases de Conceição Evaristo que trazem ótimas reflexões

Uma das escritoras mais influentes da literatura afro-brasileira, Conceição Evaristo nasceu em Belo Horizonte, em 1946. De origem humilde, ela é a primeira pessoa da sua casa a conseguir um diploma universitário. Com diversos livros de contos, poesia e romance publicados, ela denuncia diferentes problemas da sociedade em suas obras. Leia essas frases de Conceição Evaristo e conheça mais da autora!

Frases de Conceição Evaristo para conhecer mais da literatura afro-brasileira

Minha escrita é contaminada pela condição de mulher negra.

Minha escrita é contaminada pela condição de mulher negra.

Uma paixão profunda é a boia que me emerge. Sei que o mistério subsiste além das águas.

Do negror de meus oceanos a dor submerge revisitada esfolando-me a pele que se alevanta em sóis e luas marcantes de um tempo que aqui está.

O meu texto é um lugar onde as mulheres se sentem em casa.

O meu texto é um lugar onde as mulheres se sentem em casa.

Tenho dito e gosto de afirmar que a minha história é uma história perigosa, como é a história de quem sai das classes populares, de uma subalternidade, e consegue galgar outros espaços.

A exceção só serve para confirmar a regra. E que regras são essas, sociais e raciais, dentro da sociedade brasileira que, para alguns vencerem determinadas barreiras, é muito fácil?

O que os livros escondem, as palavras ditas libertam.

O que os livros escondem, as palavras ditas libertam.

Gosto de dizer ainda que a escrita é para mim o movimento de dança-canto que o meu corpo não executou, é a senha pela qual eu acesso o mundo.

O mar vagueia onduloso sob os meus pensamentos. A memória bravia lança o leme: recordar é preciso.

A voz de minha bisavó ecoou criança nos porões do navio.

A voz de minha bisavó ecoou criança nos porões do navio.

A voz de minha mãe ecoou baixinho revolta no fundo das cozinhas alheias, debaixo das trouxas, roupagens sujas dos brancos, pelo caminho empoeirado rumo à favela.

Na voz de minha filha se fará ouvir a ressonância o eco da vida-liberdade.

Vagos desejos insinuam esperanças.

Vagos desejos insinuam esperanças.

O banzo renasce em mim.

E pedimos que as balas perdidas percam o nosso rumo e não façam do corpo nosso, os nossos filhos, o alvo.

Nossos poemas conjuram e gritam.

Nossos poemas conjuram e gritam.

Mastigo-me e encontro o coração de meu próprio fruto, caroço aliciado, a entupir os vazios de meus entrededos.

A noite não adormece nos olhos das mulheres, há mais olhos que sono onde lágrimas suspensas virgulam o lapso de nossas molhadas lembranças.

Quando meus pés abrandarem na marcha, por favor, não me forcem.

Quando meus pés abrandarem na marcha, por favor, não me forcem.

Hoje, a escrita da mulher negra não tem essa função de adormecer a Casa Grande. Pelo contrário, é uma escrita que incomoda, que perturba.

Que esses jovens se apropriem do que o estado brasileiro pode oferecer a eles, porque o que o estado brasileiro está oferecendo até então não é prêmio, é obrigação, todos nós.

Na face do velho as rugas são letras, palavras escritas na carne, abecedário do viver.

Na face do velho as rugas são letras, palavras escritas na carne, abecedário do viver.

Na face do jovem o frescor da pele e o brilho dos olhos são dúvidas.

Quando eu morder a palavra, por favor, não me apressem, quero mascar, rasgar entre os dentes, a pele, os ossos, o tutano do verbo, para assim versejar o âmago das coisas.

Eu não nasci rodeada de livros e, sim, rodeada de palavras.

Eu não nasci rodeada de livros e, sim, rodeada de palavras.

Não gosto do termo intolerância, vejo isso como uma dificuldade de conviver com o outro, mas prefiro acreditar que a crueldade não é inata e, sim, adquirida.

Vi só lágrimas e lágrimas. Entretanto, ela sorria feliz. Mas eram tantas lágrimas, que eu me perguntei se minha mãe tinha olhos ou rios caudalosos sobre a face.

Se é direito quero concorrer.

Se é direito quero concorrer.

A cor dos olhos de minha mãe era cor de olhos d’água. Águas de Mamãe Oxum! Rios calmos, mas profundos e enganosos para quem contempla a vida apenas pela superfície. Sim, águas de Mamãe Oxum.

E o silêncio escapou ferindo a ordenança e hoje o anverso da mudez é a nudez do nosso gritante verso que se quer livre.

Fortes e muito marcantes, as obras de Conceição Evaristo são extremamente necessárias. Para conhecer mais da literatura afro-brasileira, confira também essas frases de Carolina Maria de Jesus.


Frases selecionadas por Mariana Sanches.

Gostou dessas frases? Compartilhe!