30 frases de Manoel de Barros para relembrar o famoso poeta

Manoel Wenceslau Leite de Barros nasceu em 1916 e foi um poeta do pós-Modernismo brasileiro. Criou um universo próprio marcado por neologismos e sinestesias. E se você gosta de escritos poéticos, confira frases de Manoel de Barros belíssimas e perfeitas para mandar para quem também é apaixonado pela literatura nacional!

Frases de Manoel de Barros para quem gosta de literatura nacional

A reta é uma curva que não sonha.

Agora não quero saber mais nada, só quero aperfeiçoar o que não sei.

Tudo que não invento é falso.

Sou construtor menor. Os raminhos com que arrumo as escoras do meu ninho são mais firmes do que as paredes dos grandes prédios do mundo. Ai ai!

A poesia não existe para comunicar, mas para comungar.

Tem gente que nasce poesia.

Um fim de mar colore os horizontes.

Quero a palavra que sirva na boca dos passarinhos.

As folhas das árvores servem para nos ensinar a cair sem alardes.

Eu via a natureza como quem a veste. Eu me fechava com espumas.

Pois minha imaginação não tem estrada. E eu não gosto mesmo de estrada. Gosto de desvio e de desver.

Quero a delícia de poder sentir as coisas mais simples.

Eu vi a manhã pousada em cima de uma pedra! Isso não muda a feição da natureza?

Sou muito egoísta e narcisista. Meu mundo sou eu em carne e letras. Sou o que produzo e o que não consigo produzir. Sofro um pouco nessa parte de não poder produzir.

Quem anda no trilho é trem de ferro, sou água que corre entre pedras: liberdade caça jeito.

Ando muito completo de vazios. Meu órgão de morrer me predomina. Estou sem eternidades.

Que a importância de uma coisa não se mede com fita métrica nem com balanças nem barômetros etc. Que a importância de uma coisa há que ser medida pelo encantamento que a coisa produza em nós.

A minha independência tem algemas.

A poesia está guardada nas palavras — é tudo que eu sei. Meu fado é o de não saber quase tudo. Sobre o nada eu tenho profundidades. Não tenho conexões com a realidade.

A maior riqueza do homem é sua incompletude. Nesse ponto sou abastado.

Passava os dias ali, quieto, no meio das coisas miúdas. E me encantei.

No fim da tarde, nossa mãe aparecia nos fundos do quintal: meus filhos, o dia já envelheceu, entrem pra dentro.

A palavra amor anda vazia. Não tem gente dentro dela.

Quando meus olhos estão sujos de civilização, cresce por dentro deles um desejo de árvores e aves.

Nós somos incompletos, nos sentimos incompletos. Só podemos ser completados pelo mistério.

A mãe reparou que o menino gostava mais do vazio do que do cheio. Falava que os vazios são maiores e até infinitos.

Só uso a palavra para compor meus silêncios.

Poesia é voar fora da asa.

Tenho preguiça de ser sério.

A inércia é meu ato principal. Não saio de dentro de mim nem pra pescar.

Um dos maiores poetas brasileiro, Manoel de Barros continua encantando leitores até hoje. Mergulhe ainda mais na literatura modernista com essas frases de Carlos Drummond de Andrade!


Frases selecionadas por Mariana Sanches.

Gostou dessas frases? Compartilhe!